Dicas de Orlando!

Ooii oiii!

Orlando é um dos principais destinos de férias de todo o planeta, e não é à toa. É uma cidade que reúne diversão, gastronomia e compras! Pra quê melhor?! Fizemos uma viagem super bacana a essa cidade e vamos te dar todas as dicas para tirar o maior proveito de tudo por lá!

orlando

**Obs.: Viajamos em abr/15, então todos os valores citados nesse post se referem a essa data.

Orlando é uma cidade turística, nada igual às cidadezinhas americanas que vemos nos filmes. Existem regiões residenciais, como Winter Park e Celebration, mas a maior parte da cidade é voltada para as atrações turísticas. Lá não há metrô e as linhas de ônibus não levam para os parques mais afastados, como os da Disney, por exemplo, o que nos leva à primeira dica:

  1. Alugue um carro

Se você vai ficar hospedado em um dos hotéis da Disney e pretende circular apenas pelo complexo Disney essa dica não é válida, pois a Disney oferece transporte gratuito entre os hotéis e os parques, entre os parques, e entre os hotéis e o Disney Springs. Mas se você não vai ficar hospedado na Disney e/ou deseja ir para outros parques, ir aos outlets e shoppings, ou até conhecer um pouco de Downtown Orlando, o melhor a fazer é alugar um carro.

A gasolina é barata e rende bastante (não é misturada com álcool como a daqui), as avenidas são boas e bem sinalizadas, além de os táxis serem extremamente caros em Orlando.

♦ Obs.: Para alugar um carro você precisará de um cartão de crédito internacional no seu nome (no nome da pessoa que for alugar, mas ela tem que estar presente), passaporte e habilitação. Eles vão deixar bloqueado um valor no seu cartão de crédito. Ao devolver o carro, e estando tudo ok, eles debitam apenas o valor acordado.

Para dirigir na Flórida não é necessário ter carteira de motorista internacional, a sua do Brasil é válida. Verifique em cada local que você vai a legislação, pois alguns estados/países exigem carteira internacional. Para tirá-la vá a um Detran mais próximo e verifique o que é necessário, mas com antecedência, pois parece que leva um tempo para ser emitida.

Alugamos o carro na ALAMO e pegamos no próprio aeroporto. Fizemos um pacote em que recebemos o carro com o tanque cheio e devolvemos com o tanque vazio. Pagamos a gasolina adiantado, rodamos bastante durante uma semana, entregamos com o tanque quase na reserva e não tivemos que nos preocupar em parar em posto para abastecer antes de devolver. Achei um bom negócio, já que teríamos poucos dias e tudo ia ser bastante corrido.

< Já nos acompanha nas redes sociais? Clique aqui para curtir nossa página no Facebook e no Instagram adicione @viagensemenus, todos os dias novidades sobre viagens e gastronomia! >

O que pagamos foi:

US$ 99 dólares – aluguel por 7 dias de carro econômico
US$ 87,08 dólares – seguro estendido para terceiros (obrigatório na Flórida)
US$ 22,16 dólares – gasolina
US$ 63,67 dólares – taxas de um monte de coisa

= US$ 271,91

Fiz a reserva aqui no Brasil no site da Rental Cars, em uma promoção. Confesso que não sei se depois de tantas taxas foi realmente uma promoção, rs, como foi a primeira vez que alugamos não tenho parâmetro para dizer se foi um valor bom ou não, mas fica como referência para vocês na hora de pesquisar.

• Nota: No aeroporto há a área de Car Rental (aluguel de carro), onde várias locadoras ficam lado a lado. Essa área fica no Level 1 (1º andar), Side B (lado B) do aeroporto. Ao desembarcar é só seguir as placas de GROUND TRANSPORTATION que você encontra facinho, logo você vê a sinalização das locadoras.

orlando 2

Não é difícil dirigir em Orlando, no começo pode parecer um pouco complicado, mas depois que você “pega a manha” você acha a cidade extremamente organizada e sinalizada. O único grande obstáculo que eu vejo é que não é igual ao Brasil, onde existem várias ruazinhas, que se você passa de uma você pega a próxima e dá a volta. Lá, a maioria das ruas/avenidas são bem largas, se perder o local que quer dobrar fica um pouco complicado voltar, se a avenida não tiver um retorno.

Por outro lado, achei maravilhoso como eles são regrados e corretos no trânsito. Quem quer dobrar para a direita TEM QUE PEGAR A FAIXA DA DIREITA COM ANTECEDÊNCIA, quem quer ir para a esquerda também tem que se posicionar com antecedência e seguir todas as sinalizações que há no asfalto. Não dá para sair “cortando” os carros, como acontece por aqui, sem ser punido – leia-se multado.

• Nota 1: A maioria “das direitas” são livres, ou seja, mesmo o sinal estando fechado você pode dobrar (parando antes e observando os carros, obviamente). Para saber se uma direita é livre, você vai ver uma sinalização no asfalto, onde vai ter uma seta para dobrar e a palavra “only” (apenas), que significa que só ficam naquela faixa os que vão dobrar para a direita.

Foto: Google.

Fique atento também ao limite de velocidade, lá a polícia fica de olho mesmo. Preste atenção nas “Exit”, pois se passar uma Exit é super complicado voltar. Essa situação nos leva à segunda dica:

  1. Leve, compre ou alugue um GPS

Gente, é imprescindível ter um GPS quando você dirige em um local que não conhece, mas para Orlando isso é OBRIGATÓRIO. São muitas saídas (exit), você vai ver que uma avenida pode te levar para n lugares, e você pode até saber para onde tem que ir, mas se se perder (ou passar uma exit) e não tiver um GPS vai ser bem complicado voltar. Você pode levar um GPS aqui do Brasil (certifique-se que ele está atualizado e tem o mapa dos EUA), alugar junto com o carro na locadora (o que eu não acho muita vantagem) ou comprar.

Não acho vantagem alugar com a locadora porque o preço que você paga no aluguel do GPS dá para você ir a uma Best Buy (loja de eletrônicos com preços bacanas) e comprar um para você (leva do Brasil uma rota impressa de como ir do aeroporto para a Best Buy mais próxima).

Quando fomos, levamos rota impressa do aeroporto ao Florida Mall (nossa primeira parada, tem uma Best Buy em frente) e um GPS. O GPS funcionou lindamente até um certo momento, e depois travou. Como eu havia levado rotas impressas para o primeiro dia (precaução nunca é demais), nos perdemos um pouco, mas conseguimos chegar ao hotel. Já estávamos pensando em comprar um novo GPS quando tivemos a melhor descoberta da viagem: o Waze, um app com GPS para celular, funciona sem internet!!

Se você não conhece esse app, baixe agora! É um GPS que encontra os lugares através do Google, da própria plataforma dele e até do finado Foursquare. O fato é que ele só precisa de internet para achar os pontos de interesse. Uma vez que você faz uma rota e ela fica gravada, mesmo sem internet o Waze te leva ao lugar, independente de onde você estiver. Então, o que a gente fazia era antes de sair do hotel, com o wifi de lá, colocava todos os possíveis lugares que passaríamos naquele dia, criávamos várias rotas, e elas ficavam gravadas no app. Onde quer que estivéssemos, mesmo sem internet, a gente clicava na rota e o Waze nos levava até o local, adaptando o caminho. Então, fica a super dica para economizar com GPS 😀

< Quer personalizar sua viagem? Faça um roteiro conosco! Envie um e-mail para contato@viagensemenus.com e peça um orçamento sem compromisso. Sua viagem a sua cara, do jeitinho que você sonhou! >

  1. Seguro Aluguel de Carro

Alguns cartões de crédito dão direito ao seguro viagem (caso você compre a passagem aérea com o cartão) e seguro aluguel de carro, se você pagar o aluguel com o cartão. Entre em contato com o seu cartão e verifique se esse serviço está disponível, pois dá para economizar bem! No nosso caso, nós tínhamos direito, então contratamos apenas um tipo de seguro, que foi o para terceiros (obrigatório pelo estado da Flórida). Se não tivéssemos a cobertura do cartão, teríamos que ter contratado, além desse, um outro seguro (o de danos, perda total, etc.).

  1. Tenha dinheiro trocado ou moedas para os pedágios

Nossa 4ª dica também tem a ver com dirigir em Orlando. Em algumas avenidas você passa pelo Tax Roll, os pedágios. Do aeroporto para o “miolo” de Orlando (International Drive, complexo Disney, etc.) você passa por 2 pedágios, um de US$ 1 dólar e outro de US$ 1,25 (isso também vale para a volta).

A maioria desses pedágios possui uma pessoa para receber o dinheiro e te dar o troco (cabines Change & Receipts), mas dependendo de para onde você vai em Orlando, só vai haver cabine de “Exact Coins” (moedas certas, dinheiro trocado, não tem ninguém para dar troco) ou de “E Pass”, que é para pessoas que possuem débito automático das taxas. Quando nos perdemos no primeiro dia, passamos por um Exact Coins, mas como já havíamos trocado dinheiro, tínhamos as moedas contadinhas e deu tudo certo.

orlando 1
Chegando em uma cabine Change & Receipts

Existe a opção de você contratar na locadora um serviço chamado Toll Pass, onde o carro tem um dispositivo que toda vida que passa por um Tax Roll o valor é cobrado no cartão de crédito. É mais cômodo, mas você gasta mais, pois além de na fatura vir cobrando o IOF, esse serviço custa US$ 3,95 por dia, no dia que for utilizado (mas não excederá US$ 19,75 por período de aluguel, ou seja, se você passar 10 dias usando o Toll Pass, será cobrado no máximo US$ 19,75 de taxa da locadora). Se você contratar esse serviço, ao passar por um pedágio deve sempre se dirigir às cabines do “E Pass”.

orlando 4
Folheto explicativo do Toll Pass. Clique para ampliar.

E o que acontece se você passar por um Tax Roll Exact Coins e não tiver dinheiro trocado? Bom, você passa direto, a placa do seu carro será fotografada e a locadora receberá uma multa, que passará diretamente para o seu cartão de crédito 😀 Você só vai gastar um pouco mais, mas não se preocupe, não vai ser preso nem algo pior vai acontecer. 🙂

Se você se sente um pouco inseguro em dirigir por lá, recomendo fortemente a leitura desse artigo aqui do blog Andreza Dica e Indica Disney. Aliás, é um excelente blog de dicas da Disney!!

  1. Mesmo no verão, leve um casaquinho

Não estou falando para levar aquele casaco quente e felpudo que você que mora em cidades quentes está doida para usar, mas leve um casquinho leve, o que você usa no cinema ou em uma noite um pouco mais fria, pois mesmo indo na primavera, verão ou outono, o clima pode mudar de uma hora para outra e chover. Pegamos chuva 2x nos parques (abril é primavera lá), e à noite agradeci a mim mesma por ter levado um casaquinho na mochila! Chuva com vento não combinam muito com pessoas friorentas, rs.

  1. Água

Algumas pessoas não sabem, mas a água da torneira dos EUA é própria para consumo. Claro que comprar água de garrafa dá uma segurança maior, mas beba a água da torneira sem medo, pois ela é tratada para isso. Inclusive, todos os restaurantes, quando te trazem um copo com água, é água da torneira (alguns até botam uns limões e laranjas, deixando-as aromatizadas). Fica a dica também para quando estiver nos parques, nos EUA ninguém te nega uma tap water (água da torneira). Se estiver com sede e quiser economizar com água, pode pedir em qualquer lugar um copo de água que vão te dar (parece até que existe uma lei em que é proibido negar).

< Clique aqui e reserve agora sua hospedagem em Orlando com desconto e segurança no Booking.com! >

  1. Horário dos restaurantes

Fique atento, pois a maioria dos restaurantes fecha 22h30/23h durante a semana e 23h/0h no fim de semana. Algumas redes de fast food como Mc Donald’s, Wendy’s, Denny’s, etc., ficam abertas até mais tarde, mas programe-se para não perder a chance de conhecer um local mais bacana.

  1. Downtown Orlando

Downtown Orlando é o coração da cidade. Mesmo não sendo o foco do turismo, e um pouquinho afastado dos parques, é lá que você encontra o polo de negócios, centro econômico e comercial, lugares frequentados pelos locais e a vida noturna mais agitada. É o maior centro urbano da Flórida Central, com muitos atrativos e opções de lazer. Fazer piquenique e passear de pedalinho no Lake Eola, assistir aos jogos do Orlando Magic no Amway Arena e ir a clubes como Club Paris, da Paris Hilton, são algumas das milhares de coisas a se fazer por lá. Se ficar um pouco mais na cidade, não deixe de conhecer essa região, bem diferente da rota Disney-Universal-Sea World-Outlets, mas bem interessante!

• Nota 2: A vida noturna de Orlando começa mais cedo e termina mais cedo que no Brasil. Geralmente as pessoas chegam por volta das 22h, pois 2h da manhã os clubes já estão fechando.

Foto: Google.

 

  1. Orlando Tax

Ao contrário dos produtos brasileiros, nos quais o valor do imposto já vem incorporado no preço, nos EUA o valor que você vê nas etiquetas/gôndolas não é o valor final do produto, o imposto é acrescido na hora da compra. O valor do imposto em Orlando é um dos menores dos EUA, 6,5%. Ou seja, se quiser saber quanto vai pagar pelo produto, acrescente 6,5% ao valor que tem nele.

orlando 3
Exemplo de como fica o valor. É assim que vem na nota fiscal. O produto que você viu por US$ 15 vai sair por US$ 15,98.

P.S.: No site http://www.sale-tax.com/ dá para saber a média do imposto de todas as cidades dos EUA. #ficaadica 🙂

Bom pessoal, essas foram as dicas gerais sobre a cidade que achei relevantes vocês saberem antes de ir. Qualquer outra dúvida é só perguntar nos comentários, espero que tenha ajudado um pouco no planejamento da viagem!

Bjss!

>> Gostou desse post? <<

Se sim, gostaríamos de pedir a sua ajuda para continuar explorando o mundo e escrevendo! Ao fazer sua reserva através dos links abaixo, você não pagará nenhum valor a mais, mas nós receberemos uma pequena comissão dos parceiros. :) Desde já agradecemos, de coração!! ❤

Para reservar um hotel no Booking.com (várias opções, muitos descontos), clique aqui.
Para alugar um carro no Rentalcars.com (reúne várias locadoras), clique aqui.

Banner Seguro Viagem

Leia também:
 Dicas Disney: Magic Kingdom!
 Dicas Disney: Animal Kingdom!

 

Anúncios

Autor: Livia | Viagens & Menus

www.viagensemenus.com - aqui compartilhamos muitas dicas e relatamos nossas experiências ao redor do mundo. Um espaço para quem gosta de conhecer novos lugares e comer bem. Enjoy! :)

15 thoughts

  1. Amei o post.. e tenho vontade de conhecer Orlando, mas primeiro tenho que planejar..acho que nas compras eu não vou ter educação…haahhah

    Curtir

  2. Adorei esse post!! Orlando é uma cidade incrível, mas tem que ter dicas assim para aproveitar, né? E da última vez que alugamos um carro nos EUA tomamos justamente uma multa de um pedágio que a gente nem viu que tinha….rs

    Curtir

  3. ler esse post me trouxe uma nostalgia gostosa… me lembrou quando fui para a Disney com meu pai, aos 8 aninhos! Ele se perdia muuito – acho que nao tinha GPS na epoca – paravamos de posto em posto pra pedir informação rs. Uma vez, o carro trancou com a chave dentro, entrei em desespero hahahaha mas em 5 min o cara do estacionamento veio nos ajudar, um sucesso! Quero voltar, tudo deve estar muito diferente! Mas acredito que só quando tiver um baby e ele já for maiorzinho pra poder aproveitar. Beijao

    Curtir

  4. Valeu depois por cada dica. Eu me amarro demais em alugar carro, fiquei feliz em saber que não é complicado dirigir em orlando. Ainda vou fazer essa trip, antes que meu visto perca a validade kkkkk. Grande abraço

    Curtir

  5. Nossa, que nostalgia. Foi minha primeira viagem internacional. E observo que todas as suas dicas são 100% certas, principalmente as relativas ao carro. É indispensável por lá!

    Agora, frio, em setembro, foi uma coisa que não peguei. O calor era dos infernos e não teve exceção! Ficava feliz quando uma atração vinha e me molhava (olá, Popeye).

    Belo post e valeu!

    Curtir

  6. Fui quando tinha 15 anos, hoje morro de vontade de voltar mas com meu namorado, que também foi com seus 15 anos rsrs… Essas dicas estão ótimas e com certeza vou usar quando for planejar o nosso retorno rsrs
    Abril foi uma boa época? você recomenda, LI?

    Curtir

  7. Para iniciantes como eu hehe essas dicas são super necessárias, achei muito interessante principalmente em levar um gps. O Paulinho é louco em fazer um road trip no Eua, e conhecer Orlando. Adorei as dicas, super precisas beijos

    Curtir

  8. Alugar carro é isso: o preço início eh bem diferente do final. Achei que era malandragem brasileira, mas pelo visto eh a forma de cobrança mesmo!
    Amei o post, bem prático para quem vai pela primeira vez! Arrasou! Bjss

    Curtir

  9. Gostei muito do post! Me deu tanta saudade!! Fui quando tinha 14 anos para a Disney, e enlouqueci nas compras!! Ficava p* da vida com o 6,5% (não entendia né) hahaha.. Pior que só comprei besteira!! Preciso voltar!!

    Curtir

  10. Eu também amo dirigir e sempre quando posso, alugo o carro para desbravar melhor pelos lugares. Minha ultima locação foi na Sardenha e paguei quase o mesmo valor que vcs pagaram, mas em EUR. A dica do GPS é boa e eu sempre levo o meu com o mapa baixado. Acho um absurdo o valor que as locadoras cobram. Fui há muito tempo atrás para Orlando e na época, como o foco era a Disney (e eu nao dirigia.. kkk).. acabei realizando uma viagem diferente. Mas hoje em dia, faria o mesmo que vcs fizeram.

    Curtir

  11. Adorei o post! Fui há uns 12 anos atrás e pretendo voltar ano que vem. Waze me salva nos EUA tb! Vc achou que valeu à pena contratar pra devolver o carro com tanque vazio? Eu nunca faço isso, mas sempre é uma chatice ter que abastecer…

    Curtir

O que achou? Comente aqui! Clique em "seguir comentários" para ser notificado por e-mail sobre a resposta.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s