Morro de São Paulo – saiba como é o passeio Observação de Baleias

Imagina poder presenciar um dos maiores mamíferos do mundo nadando perto, fazendo acrobacias ou até matando a curiosidade e se aproximando de você. De julho a outubro, se você for ao litoral brasileiro, poderá tentar a sorte e fazer um passeio super divertido em busca de baleias Jubarte! Nós fizemos em Morro de São Paulo e vamos contar como foi. 😉

passeio-baleia-7

Morro de São Paulo fica 60km ao sul da capital baiana, Salvador, na Ilha de Tinharé. É uma vila com praias incríveis, muita gastronomia e diversas opções de lazer, tanto durante o dia como à noite.

passeio-baleia-6

Existem vários tours disponíveis para o turista que quer mais que uma toalha estendida na areia, água de coco e o som do mar. Só curtir as praias de água morna e, dependendo da época, cristalina já é bom demais, mas vai por mim: fazer os passeios é outra forma maravilhosa de aproveitar a ilha! E o passeio Observação de Baleias é um dos que vale a pena fazer!

passeio-baleia-14

As baleias da espécie Jubarte (Megaptera novaeangliae), facilmente reconhecidas pela longa nadadeira peitoral, são animais migratórios e podem ser encontrados em todos os oceanos. Para acasalar e dar a luz, elas migram das áreas de alimentação, em regiões polares, para as áreas de reprodução, nos trópicos. No caso do nosso continente, elas deixam as águas congelantes da Antártida e rumam ao litoral brasileiro, que possui águas quentinhas e propícias para a reprodução. Elas ficam por aqui cerca de 4 meses, entre julho e outubro (agosto e setembro é o pico da temporada). Nesse período é possível fazer passeios para observá-las ou, no caso dos biólogos, estudá-las.

baleia-2
Foto: Praiadoforte.org.br

A Bahia é um dos estados agraciados pela presença desse animal super fofo, em diversos pontos do seu litoral. Estivemos em Morro de São Paulo em setembro e, assim que descobri que era um mês propício para ver baleias na região, tive certeza de que esse era um dos passeios que nós não poderíamos perder de forma alguma!

baleia-3
Foto: Viagem Uol

O passeio começa com uma “aula” sobre as baleias Jubarte, onde conhecemos um pouco mais essa espécie, seu temperamento, suas características e a história predatória desse animal ao longo dos tempos (que é bem triste, por sinal). A palestra é comandada por uma bióloga, que explica tudo direitinho e responde as dúvidas dos participantes.

passeio-baleia-10
Espaço onde aprendemos sobre as baleias, dentro da agência que organiza o passeio.

Após esse pequeno mergulho na vida das Jubartes, uma série de recomendações são dadas, assim como alertas e precauções. O passeio acontece em uma lancha rápida (speedboat), feita de um material que não afunda, e entra em alto mar para procurar as baleias. Isso significa que o barco vai em alta velocidade, passa por ondas relativamente grandes e, quando está parado no meio do mar, balança bastante. Grávidas, hipertensos, pessoas com labirintite, com problemas de coluna ou que ficam enjoadas com o balanço do mar são devidamente avisadas e alertadas sobre os possíveis efeitos (em caso de dúvidas, converse com a equipe antes de comprar o passeio).

passeio-baleia-11

Outra coisa que é importante falar aqui e que também é frisada nesse momento pré-embarque, é que não é 100% certeza avistar as baleias. A equipe tem bastante experiência e vai fazer de tudo para encontrá-las, mas se trata de animais selvagens que estão nadando livremente no mar, então não tem como garantir que eles estarão naquela região no momento do passeio, e nem há mecanismos para atraí-los (apesar de o nosso “procurador de baleias” ter certeza que o seu mantra atrai esses animais, rs). Antes de partir, você tem que assinar um termo de compromisso, dizendo que está ciente dos riscos e da possibilidade de não ver as baleias (e não há devolução do dinheiro caso elas não apareçam, bem normal).

passeio-baleia-13
Píer de Morro de São Paulo.

Depois desse momento super importante, mas que falta te matar de ansiedade, é hora de se dirigir ao píer, colocar o colete salva-vidas (obrigatório) e partir em busca desses animais fascinantes, com uma dose de otimismo em uma mão e uma cartela de dramin na outra. 😀

passeio-baleia-15

< Clique aqui e encontre seu hotel em Morro de São Paulo, são muitas opções com desconto e segurança no Booking.com! >

Olha, eu não sei vocês, mas nós amamos passeios de barco, e a diversão desse já começa no trajeto para entrar em mar aberto. Essa foi nossa primeira vez em um speedboat se dirigindo para o alto mar e eu preciso dizer a vocês: é IRADO! – Tá, eu sei que essa expressão é bem teen, mas essa foi a palavra mais adequada para definir a sensação. O vento no rosto, aquela imensidão na sua frente, grandes ondas que fazem o barco pular e você sentir borboletas no estômago. É muito bom!

No barco, além da turma ávida por ver baleias, alguns com cara de espanto, outros com um sorriso de quem está se divertindo horrores, vai o capitão, a bióloga que deu a palestra, o “Gléglé” (creio eu que suporte do grupo) e o “procurador de baleias” – Ótima a minha descrição né, haha. Este último fica em pé (sim, corajoso!) na proa do barco, extremamente concentrado, tentando achar algum sinal das protagonistas dessa aventura.

⇒Nota 1: As baleias Jubarte podem ser encontradas em grupos, sozinhas ou a mãe com o filhote. Os grupos geralmente são pequenos, com até 3 baleias, mas grupos maiores podem ser formados, temporariamente, para capturar alimentos ou por conta da competição entre machos na época reprodutiva (esse se chama “grupo competitivo” e geralmente é o mais animado, pois é quando os machos fazem acrobacias para chamar atenção da fêmea, desafiar outros machos ou apenas se comunicar). Em Abrolhos, arquipélago baiano onde há a maior concentração mundial de filhotes de Jubarte, já foram observados grupos de até 11 animais em disputa para acasalar!

baleia-4
Grupo competitivo visto em Abrolhos. Foto: Farol para Abrolhos.

Com pouco tempo que entramos em mar aberto, um sinal: um esguicho láaa longe! O capitão direciona o barco em direção ao local e, cerca de 10min depois, paramos para esperar os acontecimentos. Nesse momento, todos os olhos estão voltados para o mar, em todas as direções, e a tensão é tão grande que não dá nem para perceber o balanço da embarcação. Mais uns 10 minutinhos parados e tchanraaaann!! Eis que elas dão o ar da graça!

passeio-baleia-16

Uma mãe com um filhote começam a se aproximar do barco. Na realidade, o filhote, que costuma ser mais curioso, aproxima-se do barco e a mãe vai atrás. Percebemos que a baleia-mãe procura afastar o filhote, que se aproxima cada vez mais do barco e acaba dando a volta nele. Por esse comportamento e pelo tamanho do filhote, a bióloga explicou que ele provavelmente era um recém-nascido, que a baleia-mãe deveria ter dado a luz há pouco tempo, pois ela estava bem protetora. Mesmo com toda a proteção, o baby se aproximou bastante do nosso barco e pudemos vê-los bem de pertinho!

passeio-baleia-17

Gente, que emoção!! Foi bem rápido, mas mesmo assim foi um momento muito especial. A baleia-mãe era enooorme, e o filhote um picurrucho-grande-coisa-fofa!

passeio-baleia-19

⇒Nota 2: Também conhecidas como baleia-corcunda ou baleia-cantora, as baleias Jubarte têm o temperamento dócil, então não apresentam risco se não são perturbadas ou não se sentem ameaçadas. O barco não se aproxima das baleias, chega um pouco mais próximo do local onde elas foram avistadas, desliga o motor e espera as baleias se aproximarem, se for da vontade delas.

passeio-baleia-20

♦Curiosidade: As Jubartes chegam a medir 16 metros de comprimento e a pesar 40 toneladas (a nadadeira peitoral pode chegar a 1/3 do seu comprimento), sendo a fêmea maior que o macho. O elo entre uma baleia-mãe e seu filhote é a ligação mais forte que existe na organização das baleias Jubarte. Que amor! ❤

< Já nos acompanha no Facebook? Clique aqui e curta nossa página para saber de muitas novidades sobre viagens e gastronomia! >

Após dar a volta no barco, mãe e filhote começam a se afastar. Depois de atingida uma distância de segurança (o motor do barco só pode ficar ligado a partir de 100m de uma baleia), partimos em busca de algum outro grupo. Navegamos por cerca de mais 20min, até que a equipe resolveu parar em um ponto para ver se algum grupo passava por ali ou avistava-se alguma coisa.

passeio-baleia-18

Infelizmente uma das integrantes do grupo passou muito mal com o balanço do barco e por conta disso tivemos que voltar um pouco antes do previsto. Nenhum outro sinal de baleias foi visto e retornamos à ilha, alguns frustrados pois queriam ter visto mais, outros (como nós), super felizes por já ter visto alguma coisa! Claro que gostaríamos de ter presenciado aquelas acrobacias ou avistado outro grupo, mas levando em consideração que poderíamos não ter visto nada, acho que ficamos no lucro! #pollyannafeelings

∴Obs.: A empresa deixa bem claro que há a possibilidade de não encontrar os animais, mas as chances de avistá-los chega a 90%.

baleia-jubarte1
Mãe e filhote ficam assim, grudados! ❤ Foto: Bahia WS.

Não são todas as agências que possuem permissão para organizar o passeio. A expedição é feita em parceria com o IBJ, Instituto Baleia Jubarte, órgão brasileiro responsável pelo monitoramento da espécie no país.

baleia-7

Fizemos o passeio através da Zulu Turismo, que tem parceria com a empresa que organiza essa expedição, agência que também organizou nosso traslado para Morro de SP e todas as nossas outras atividades. Indicamos bastante, o guia da Zulu te acompanha, explica tudo direitinho e eles dão total apoio durante a viagem. Adoramos!!

captura-de-tela-2016-12-06-as-22-26-05

Quem quiser cotar passeios e conhecer mais a agência, que atua em Morro de SP (clique aqui para o site de Morro e aqui para fanpage) e em Salvador (clique aqui para o site de Salvador e aqui para fanpage), pode enviar e-mail para reservas@zuluturismo.com.br ou zuluturismo@hotmail.com. O site da agência é super completo e tem muitas dicas!!

< Quer personalizar sua viagem? Faça um roteiro conosco! Envie um e-mail para contato@viagensemenus.com e peça um orçamento sem compromisso. Sua viagem a sua cara, do jeitinho que você sonhou! >

Curiosidade 2: As jubartes se alimentam de uma espécie de camarão chamada krill, apenas quando estão na Antártida. Elas possuem uma camada de gordura que fornece energia para suas atividades durante o período em que estão no litoral brasileiro.

passeio-baleia-12
Pulseirinha de identificação dos participantes do passeio.

Abaixo você pode conferir o vídeo que fizemos do passeio. Aproveito para te convidar a se inscrever em nosso canal, clicando aqui, é super rápido e sempre que sair um vídeo novo você vai ser um dos primeiros a saber! 🙂

Se nosso contato super rápido com esses animais fascinantes já teve emoção, imagina quem consegue encontrar várias baleias ou assistir ao espetáculo na água? Deve ser muuuito bacana!

baleia-5
Foto: Brasil Escola.

Infelizmente as baleias Jubarte estão na lista ofícial do IBAMA de espécies ameaçadas de extinção, assim como tantos outros animais incríveis. O conhecimento e a educação ambiental são imprescindíveis para que a futura geração consiga conhecer tanta coisa linda que hoje nos é permitido. Nunca aceite ou faça um turismo predatório, que não se preocupa com o bem-estar dos animais e da natureza ou com os impactos que a interferência em um habitat natural pode causar. Já o turismo de observação, quando monitorado e executado com regras, é uma excelente forma de conservação e agrega valor econômico à proteção de diversas espécies. O mundo é lindo e todos os seres devem ser respeitados!

baleia-6
Incrível!! Foto: Google.

∴Obs. 2: O IBJ conta com a nossa ajuda. Se você avistar alguma Jubarte no litoral brasileiro, envie um e-mail com a foto para fotoid@baleiajubarte.org.br com seu nome, o local que viu, data e horário. Nós também agradecemos!! ❤

Beijos!!

Outras informações:
Valor: Verificar com a agência
Duração: Aproximadamente 5h
Horário de saída: Por volta das 8h30
Local: A combinar com a agência

*O Viagens & Menus fez o passeio a convite da agência Zulu Turismo. No entanto, prezamos pela sinceridade e honestidade com nossos leitores, não sendo nossa opinião influenciada e havendo total controle editorial sobre todo o conteúdo publicado no blog.

>> Gostou desse post? <<

Se sim, gostaríamos de pedir a sua ajuda para continuar explorando o mundo e escrevendo! Ao fazer sua reserva através dos links abaixo, você não pagará nenhum valor a mais, mas nós receberemos uma pequena comissão dos parceiros. :) Desde já agradecemos, de coração!! ❤

Para reservar um hotel no Booking.com (várias opções, muitos descontos), clique aqui.
Para alugar um carro no Rentalcars.com (reúne várias locadoras), clique aqui.

Banner Seguro Viagem

Anúncios

Autor: Livia | Viagens & Menus

www.viagensemenus.com - aqui compartilhamos muitas dicas e relatamos nossas experiências ao redor do mundo. Um espaço para quem gosta de conhecer novos lugares e comer bem. Enjoy! :)

20 pensamentos

  1. Já fui inúmeras vezes à Morro de São Paulo e devo dizer que NUNCA soube desse passeio. Que pena! Mais um motivo para voltar, fica a dica, rs. Obrigada por compartilhar belas imagens.

    Curtir

  2. Inveja branca fiquei de você, cara Lívia.
    Estive por duas vezes em Morro de São Paulo e não consegui ver as baleias. Preciso programar as férias num desses períodos que vc citou.
    Adorei as fotos, as dicas e as primas, tias, amigas que consegui identificar nelas (brincadeira!).

    Beijos!

    Curtir

  3. UAU! Eu adoro ver animais selvagens no seu habitat natural. Estes são sempre momentos de grande ansiedade nas viagens, para mim. Mas jubartes???? Ué sonho.

    Estava quase rolando a página logo ao final para conferir se vocês conseguirem vê-las! Hahaha

    Muito emocionante. Amei.

    Curtir

  4. Nossa!!! Imagina a emoção de ver uma Jubarte pulando como nessa foto?

    Fizemos um passeio parecido com esse na Islândia no ano passado e realmente é algo imperdível. Lindo demais!

    Vamos anotar a dica para fazermos também quando visitarmos Morro de São Paulo!

    Curtir

  5. Que irado! Desconhecia total esse passeio. Amei a dica!
    Nosso “procurador de baleias” foi ótimo! hehehehe

    Genteee, não sei se eu teria coragem, já fiquei morrendo de medo de ver uma baleia em uma lancha tão pequena. E ainda mais com todas as ondas.
    E o procurador em pé, que coragem! E eu pensando “medoooooooo”.

    Que demais o vídeo, super emocionante! E como balançaaaaaaaaaaaa.

    E tô apaixonada nesses óculos, uau!

    Beijokas

    Curtir

  6. Observar as baleias no seu habitat natural é algo que procuro sempre fazer. São animais tão incríveis ! Não sabia que era possível as observar na Bahia e achei mais um motivo para conhecer esse estado lindíssimo.

    Parabéns pelos textos e as imagens, sempre perfeitamente escolhidas

    Curtir

  7. Morro de São Paulo está na minha listinha de desejos e claro que depois de ler esse post minha vontade de ir conhecer só aumentou!

    Curtir

  8. Fantástico. Esse passeio deve ter sido maravilhoso. Esse tipo de passeio certamente gostaríamos de realizar, ainda mais quando os animais estão dentro de seu ambiente natural. Todas observações deveriam ser dessa forma.

    Curtir

  9. Gentyyyy, que sensacional ver essas baleias tão de perto! Deram sorte! Eu fui pra Morro em setembro, mas não fiz esse passeio. Aliás, morro em incrível ne? Pura magia! Amei demais…
    Meu marido ainda não foi, da proxima, vou anotar essa dica e fazer esse passeio. Quem sabe tb damos sorte? beijao

    Curtir

  10. Com certeza deve ser incrível essa experiência. Parabéns pela riqueza de detalhes do passeio. Acho ótimo entrar em contato com a fauna marinha e que emoção poder vê-las de tão perto! Quando for em Morro vou colocar no meu roteiro. Abraços.

    Curtir

  11. Nossa que legal, acho que deve ser uma experiencia incrível, ficar tão perto de um animal tão grande e tão belo como são as baleias Jubarte. Eu particularmente não sei sobre o barco por que quando ele esta navegando é ótimo, mas quando para eu acho que passaria mal… muito bom o relato e dicas parabéns !

    Curtir

  12. Parabéns ao Viagens & Menus pela publicação de mais um post! Como sempre, rico de detalhes que nos possibilitam conhecer outras opções de destinos. Destaco também que as sugestões dadas, aos seus leitores e seguidores, sobre hotéis, restaurantes e passeios tem sido importantes e consideradas por mim, a exemplo de minha última viagem a Gramado (Natal Luz), em novembro deste ano. Continuem assim!

    Curtir

O que achou? Comente aqui! Clique em "seguir comentários" para ser notificado por e-mail sobre a resposta.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s