Morro de São Paulo – saiba como é o passeio Praia de Garapuá

Muitos não sabem, mas Morro de São Paulo não é uma ilha, e sim uma vila na Ilha de Tinharé. Com certeza é a vila mais badalada, com muita estrutura e opções de lazer, e deve ser sua base para conhecer o restante da ilha e seus arredores. Mas um passeio que é sensacional fazer é conhecer a praia da vila vizinha, a linda Praia de Garapuá.

garapua
Foto: Google.

Garapuá é uma pequena vila de pescadores que fica logo após a Quinta Praia de Morro de São Paulo. Veja bem, quando digo pequena, não é eufemismo, a vila é pequena mesmo! Possui poucas casas, quase nenhum comércio (as pessoas vivem basicamente da pesca) e ruas de terra. Rústica, tranquila, com um bucolismo quase romântico!

praia-de-garapua-23

O grande trunfo dessa vila, no entanto, é a extensa faixa de areia fina e branca (cerca de 2km), com coqueiros e um mar de poucas ondas, com águas calmas, cristalinas e temperatura agradável. Essa praia te convida a um mergulho e um momento de sossego em meio a tanto agito da vizinha, Morro de São Paulo.

praia-de-garapua-3

Em Garapuá você pode ficar curtindo um banho de sol nas cadeiras de um dos restaurantes na beira da praia, alugar caiaque, stand-up, aproveitar a faixa de areia para dar uma corridinha (um dia que só Deus sabe quando chegaremos lá) ou ainda fazer um passeio para as piscinas naturais que se formam nos bancos de areia em alto mar.

Existem duas formas de ir para Garapuá: uma é ir por terra, onde você passa por algumas outras vilas e pelo meio do mangue, chegando nas barracas de praia, e a outra é por mar, onde o barco sai da Terceira Praia de Morro de São Paulo e para nas piscinas naturais. Não existe um passeio de barco que vá apenas para Garapuá (a não ser que você alugue o seu próprio barco e defina seu roteiro), o passeio que para nessas piscinas é o chamado “Volta a Ilha”, um passeio de dia todo que também vai para outros lugares (falaremos sobre ele brevemente).

praia-de-garapua-19

Para chegar a Garapuá por terra, você pode ir caminhando ou com um carro 4×4. Não aconselhamos ir caminhando e muito menos sozinho, pois não é tão pertinho de Morro. Quem gosta de aventuras pode arriscar, a trilha tem cerca de 12km, mas saiba que passa pelo meio da mata (e de um mangue) e não há muita movimentação no caminho, ou seja, pode demorar bastante até aparecer um carro. Já de 4×4 é bem tranquilo, tirando o saculejo próprio de trilhas no meio da mata, quase um Samba do Universal Park (é o novo! 😂 ).

praia-de-garapua-17
Caminho de Morro para Garapuá.

♦Nota: De barco demora cerca de 1h para chegar à Garapuá. Se não quiser alugar um barco, mas quiser ir por mar para Garapuá, veja com uma agência a possibilidade de ir no passeio “Volta a Ilha” e a lancha te deixar na praia. Não esqueça de organizar a sua volta (de repente você pega carona com algum trator que transporta os locais).

Como queríamos aproveitar bastante essa praia, preferimos reservar um dia apenas para ela. Fomos até Garapuá de carro, em um passeio com agência que incluía a ida até as piscinas naturais e uma parada na Quinta Praia de Morro de São Paulo na volta.

< Já nos acompanha nas redes socias? Clique aqui para curtir nossa página no Facebook e no Instagram adicione @viagensemenus, todos os dias novidades sobre viagens e gastronomia! >

◊ Curiosidade: O nome Garapuá vem de “guará”, uma garça com penas avermelhadas que vivia na região.

O passeio começou na Segunda Praia, onde na rua de trás existe um local chamado “Receptivo”, que é onde começa a estrada (não pavimentada) que dá acesso ao restante da ilha. É lá onde as pessoas das outras vilas que vão para Morro são deixadas pelos ônibus, tratores e 4×4, e de onde parte também o passeio. Nosso carro era um Toyota adaptado, com bancos atrás para até 6 pessoas.

praia-de-garapua-18

No caminho, nosso guia parou umas duas vezes para falar um pouco da flora do local. Mostrou uma florzinha linda, que infelizmente não lembro o nome, e disse também alguma curiosidade sobre ela (que você vai ter que fazer esse passeio para saber, haha).

praia-de-garapua-1

Após cerca de 1h30 de vento no rosto e muito bumbum batido, nosso guia parou em uma das barracas que ficam na beira da Praia de Garapuá. Foi combinada a hora da volta e o ponto de encontro. A partir dali poderíamos ficar à vontade para curtir do jeito que quiséssemos. Ao passar pela barraca, aquele visual maravilhoso. Ah, Garapuá! 😍

praia-de-garapua-5

Vale dizer que o dia que fomos estava bem nublado. Tínhamos outro passeio agendado, mas por conta do tempo, preferimos apostar em um local que, mesmo com o sol tímido, poderíamos aproveitar. Não teve escolha mais acertada! Mesmo com o céu acinzentado, Garapuá deixa qualquer alma mais colorida.

⇒ Dica 1: Se possível, combine com a agência de sair cedo, por volta de 8h.
Quanto mais cedo você chegar, mais você aproveita a praia e as piscinas naturais.

Como falei, tínhamos outro passeio agendado no dia, mas amanheceu chovendo, e só depois que o tempo abriu, por volta de 9h30, decidimos ir para Garapuá. Chegamos com a maré já enchendo, então ficamos menos tempo do que quem foi mais cedo.

Assim que chegamos, por conta do horário da maré, já fomos direto para o barco rumo às piscinas naturais. Nós, como amantes de passeios de barco, já começamos a curtir as piscinas dali! O barco que nos levou era pequeno, em nosso grupo só havia mais 2 casais.

< Clique aqui e encontre seu hotel em Morro de São Paulo, são muitas opções com desconto e segurança no Booking.com! >

Aquele momento em que você curte o vento no rosto e se amostra com o maiô lindo que está usando. Allamar 💙

Chegando no local das piscinas mudamos de barco e nos ajeitamos. Snorkel ✔ ok, câmera ✔ ok, protetor solar ✔ ok, frio ❌  não ok. 😰  Alguns minutos depois o sol apareceu com todo seu glamour, era agora ou nunca!!

Curtindo o céu. Mentira, tava criando coragem mesmo!

O primeiro dedo é sempre o mais gelado, mas depois que você entra completamente na água ela se torna morna e super agradável! A visibilidade não estava 100% por conta dos ventos e da chuva, mas mesmo assim a água ainda estava bem cristalina e dava para ver um monte de peixes. Imagina em dias de puro sol!

praia-de-garapua-20

Que banho delicioso! O mais legal é que os peixes de Garapuá não são carnívoros 😅  (eu não sei você, mas eu fico tensa só do peixe se aproximar, imagina um montão de peixe beliscando, pânico total!!). Eles se aproximam de você, mas não beliscam.

⇒ Dica 2: Quanto mais perto dos corais você nadar, mais diversidade
marinha verá. Mas cuidado, coloque uma nadadeira
(vulgo pé de pato) ou sapatilha, pois você pode se ferir.

No barco eles vendem uma ração para você jogar na água e atrair os peixes. Gente, eles ficam muito loucos! É perfeito para quem quer tirar aquela foto os-peixes-me-amam-eu-sou-o-bafo-do-mar. É lógico que eu joguei essas comidinhas perto de mim né… #sóquenão #tenhomedomesmo 😁

No local das piscinas naturais também fica um bar flutuante, onde você pode comprar bebidas e alguns petiscos. Mas cuidado, hein!! Não vai sujar o mar, olha a responsabilidade! 😉

Depois desse mergulho, voltamos para a praia. Era hora de relaxar e curtir aquele visual maravilhoso. Caminhamos, desenhamos na areia, vimos o tempo passar e agradecemos a Deus por aquele pedacinho na terra. Também poderíamos ter andado de caiaque, mas a preguiça a chuva não deixou.

praia-de-garapua-8

Como falei, lá em Garapuá há alguns poucos restaurantes na beira da praia. Infelizmente, no restaurante que fomos, não tivemos uma boa experiência. O guia nos deixou em uma barraca, o Kiosk Capitão Pipoca, e acabamos almoçando por lá. O seu Pipoca, proprietário, bem simpático e gente boa, disse que poderíamos deixar nossas coisas na mesa enquanto fôssemos para as piscinas naturais. Mas já não começou bem pela pressão que fez para escolhermos logo o prato, sem nem tempo direito para ver o cardápio, pois tinha que “adiantar o serviço para não esperarmos muito quando voltássemos”. Gente, não caiam nessa! O barco para levar para as piscinas naturais estava apressado, por conta da maré, e não pudemos nem olhar o cardápio direito. Acabamos escolhendo o peixe do dia assado na folha de bananeira, que nem sabíamos qual era, porque o seu Pipoca disse que ainda ia ver, e, além disso, não tinha preço, porque dependia do peixe. Mas uma coisa ele afirmou: se não gostar do prato, não paga! Confiamos.

Foi a pior refeição que fizemos em toda a viagem. O peixe, o Vermelho, estava sem gosto, o arroz estava sem gosto, a farofa estava sem gosto e, pra piorar a situação, nunca vi tanta mosca em toda a minha vida! Não conseguíamos dar duas garfadas contínuas, um tinha que abanar enquanto o outro comia! Falei para o seu Pipoca que o peixe estava meio sem gosto e, lembram da simpatia? “O gato comeu”. Não sei se foi um dia ruim, se foi azar, mas enfim, não recomendamos. Ah, e ainda cobrou R$ 100 reais pelo prato. Nem preciso dizer que achei um absurdo de caro, não é mesmo? Então, a dica que eu dou é a seguinte: não importa onde o carro da agência parar, você não é obrigado a comer em canto nenhum. Olhe os restaurantes, veja o cardápio, negocie e, se o barco das piscinas tiver chamando, não se apresse para encomendar nenhum prato antes, resolva quando você voltar. Essa foi a única coisa desagradável em todo o passeio.

praia-de-garapua-4

Para não dizer que o almoço foi de todo o mal, apareceu uma senhorinha lá vendendo umas cocadas que tinha acabado de fazer. Estavam bem quentinhas e eram daquelas liguentas, tipo que quando você morde fica um “puxa-puxa”, entende? Deliciosa!

⇒ Dica 3: Leve dinheiro trocado. Garapuá é realmente bem
pequena e 
não possui bancos nem caixas eletrônicos, e a
maioria dos restaurantes não aceita cartão de crédito.

praia-de-garapua-6

∴Obs.: O pacote fechado com a agência não incluía o almoço, escolhemos por conta própria, a agência não teve culpa da experiência ruim com o restaurante.

Depois do almoço, por volta das 14h30/15h, nosso guia apareceu. Fomos para a terceira e última parte do passeio, a Praia do Encanto ou Quinta Praia, em Morro de São Paulo. O nosso guia parou em um dos hotéis e fomos para a beira do mar. Como o tempo não estava dos melhores (o dia passou todo oscilando entre sol e chuva, mas nublado a maior parte do tempo), muita gente não se animou para tomar banho. Mas depois que eu vi aquele marzão e senti a água morninha, foi impossível não dar um megulho!

A Praia do Encanto é super afastada do centro de Morro de São Paulo. Para chegar lá as pessoas vão de carroça ou cavalo, partindo da Quarta Praia, ou de carro, partindo do Receptivo na Segunda Praia. A única coisa que tem para fazer nessa praia é curtir o mar, que é maravilhoso, e a estrutura dos hotéis, que são ótimos, e os únicos restaurantes são os dos hotéis. Por ser afastada, o sossego, a tranquilidade e a paz reinam ali. Sim, e a beleza também.

Se apaixonou também pelo maiô? A Allamar envia para todo o Brasil, acessa o site aqui!

< Quer personalizar sua viagem? Faça um roteiro conosco! Envie um e-mail para contato@viagensemenus.com e peça um orçamento sem compromisso. Sua viagem a sua cara, do jeitinho que você sonhou! >

Após essa parada, voltamos para a vila de Morro de São Paulo, por volta das 17h. Foi um dia maravilhoso, que mesmo sem sol teve o seu brilho.

praia-de-garapua-7

Fizemos o passeio com a Zulu Turismo, agência que também organizou nosso traslado para Morro de SP e todas as nossas outras atividades. Lembra que precisamos mudar a programação por conta do tempo? A Zulu foi super flexível e nos ajudou inclusive a escolher o passeio mais adequado para o dia, de forma a não perdermos nenhum tour e aproveitarmos o tempo que tínhamos. Indicamos bastante!

captura-de-tela-2016-12-06-as-22-26-05

Quem quiser cotar passeios e conhecer mais a agência, que atua em Morro de SP (clique aqui para o site de Morro e aqui para fanpage) e em Salvador (clique aqui para o site de Salvador e aqui para fanpage), pode enviar e-mail para reservas@zuluturismo.com.br ou zuluturismo@hotmail.com. O site deles é super completo e tem muitas dicas!!

Fizemos um vídeo para você conhecer melhor essa praia. Dá o play!!

Aproveito para te convidar a se inscrever em nosso canal, clicando aqui, é super rápido e sempre que sair um vídeo novo você vai ser um dos primeiros a saber! 🙂

praia-de-garapua-2

A Praia de Garapuá é mais uma das atrações maravilhosas que você encontra ao viajar para Morro de São Paulo. Se tiver tempo, não deixe de conhecer! Beijos!

Outras informações:
Valor: De R$ 60 por pessoa, dependendo da época
Duração: Aproximadamente 7h
Horário de saída: Por volta das 10h
Local: A combinar com a agência
O que não está incluso: Almoço.

*O Viagens & Menus obteve cortesia da agência Zulu Turismo. No entanto, prezamos pela sinceridade e honestidade com nossos leitores, não sendo nossa opinião influenciada e havendo total controle editorial sobre todo o conteúdo publicado no blog.

>> Gostou desse post? <<

Se sim, gostaríamos de pedir a sua ajuda para continuar explorando o mundo e escrevendo! Ao fazer sua reserva através dos links abaixo, você não pagará nenhum valor a mais, mas nós receberemos uma pequena comissão dos parceiros. :) Desde já agradecemos, de coração!! ❤

Para reservar um hotel no Booking.com (várias opções, muitos descontos), clique aqui.
Para alugar um carro no Rentalcars.com (reúne várias locadoras), clique aqui.

Banner Seguro Viagem

Anúncios

Autor: Livia | Viagens & Menus

www.viagensemenus.com - aqui compartilhamos muitas dicas e relatamos nossas experiências ao redor do mundo. Um espaço para quem gosta de conhecer novos lugares e comer bem. Enjoy! :)

31 pensamentos

  1. Caramba que viagem mais linda. Morro de São Paulo parece ser realmente um pedacinho do paraíso. Gostei muito da sugestão desse passeio para ficar um pouco fora do agito em praias mais tranquilas. As fotos estão incríveis e o look da praia também hehehe.

    Curtir

  2. Olá pessoal! Que paraíso na Terra, hein!? Nunca fui a Morro de São Paulo e estamos loucos para visitar. Seu post foi muito inspirador, parabéns! 😉

    Curtir

  3. Que delícia de post, Livia!
    Morro de vontade de conhecer Morro de São Paulo, e babei aqui nessas suas fotos!
    Que coisa mais lindaaa!
    Adorei!
    Vou salvar aqui para usar quando eu for.
    Bjão!

    Curtir

  4. Que lugar lindo!! Nunca fui para o Morro, mas nas cidades que passei no nordeste vi que esse esquema de pedir o prato antes do passeio era bem recorrente..mas felizmente tivemos boas experiências nessa parte.
    Amei as fotos!!

    Curtir

  5. Esse lugar é incrível … chegamos bem perto mas não conhecemos este paraíso. Estamos aqui babando cada foto… agua perfeita , belissimos clicks e belas dicas.

    Curtir

  6. Aii que delicia de passeio, que lugar é esse menina!! maraaa!! Quero ir para Bahia ainda esse ano, estou ensaiando faz tempo e nunca da certo, espero poder ir em breve. Morro de São Está minha listinha que paraíso é esse lugar, adorei as dicas bjss

    Curtir

  7. Minha amiga foi recentemente para Morro de São Paulo e me deixou babando com as fotos… agora vem você e me dá mais um tapa na cara com esse post. Preciso urgentemente voltar para o Brasil e continuar a viagem por lá. ♥♥♥
    Muito obrigada pelas dicas! Já anotei o nome da agência ♥

    Curtir

  8. Menina, jjá fui para Morro e não sabia que era uma vila! estou pasmem! foi tanto tempo atrás que nem pesquisava muito sobre a história da região, era atraída pelas praias paradisíacas.. kkkk… fiquei hospedada na quarta praia e fui andando até o outro lado da ilha. A experiência foi muito boa, mas chegamos tarde lá e só deu tempo de comer e voltar pela trilha. Da próxima vez aproveito para fazer o passeio de barco que você fez.

    Curtir

  9. Eu nunca tinha ouvido falar nessa praia e realmente eu acho uma opção incrível quando for conhecer Morro de São Paulo! já marquei uma ida, mas infelizmente tive que adiar, mas no meu próximo roteiro essa volta à Ilha com certeza vai estar!! Até rimou!!!;adorei as dicas, beijos

    Curtir

  10. Que post mais completo… gostei demais, tinha algumas coisas salvas sobre morro de São Paulo, mas esse post acrescentou muita coisa ;). Parabéns pela atitude de postar o que não gostou também, isso nos ajuda muito. Abraço

    Curtir

  11. Adorei seu relato sobre garapuá… já li muito sobre Morro de São Paulo pois estou planejando uma viagem para lá, mas ainda não tinha lido nada que dê detalhes sobre esta para especificamente. que mar é aquele???? Em que época você foi que estava nublado? mesmo aproveitando dá uma certa frustração, não é?? Adorei esse relato, muitíssimo completo!! beijo

    Curtir

  12. Amei o post e as fotos… Morro de saudades de Morro… é um dos paraísos na terra, né? Foi minha primeira viagem sozinha (mais inesquecível ainda) e eu AMEI! Uma das melhores experiências que vivenciei… é um lugar mágico. Mas realmente ir fora de temporada é muito melhor, fica mais gostoso, menos cheio, dá pra curtir mais a natureza e a tranquilidade.

    Curtir

  13. Adorei as suas dicas! Eu fui a Morro no ano passado e acabei não fazendo passeios de barco por causa da maré… E quanto aos guias que nos “obrigam” a comer em certos lugares também não tenho sorte!

    Curtir

  14. lívia muito bom comentário, porque já tive uma experiência dessa em carro quebrado em alagoas, de pedir o prato do dia, mas graças a Deus estava uma delícia, mas a conta também não veio barata, mas como era de frente pra praia e ficamos descansando valeu muito a pena!!!
    E bom você explanar esse tipo de coisas para não cairmos em pegadinha!!

    Curtir

  15. Que legal essa reportagem, não conhecia essa praia e pelo que contou é uma ótima pedida! Vou até salvar aqui o link pra quando eu retornar à Bahia =)
    Obrigada pelas dicas!

    Curtir

O que achou? Comente aqui! Clique em "seguir comentários" para ser notificado por e-mail sobre a resposta.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s