Ilha Zakynthos II – passeio de carro e informações

Yassas!!

Continuando nosso roteiro e dicas pela maravilhosa ilha Zaynthos! Se você não leu a primeira parte, clique aqui.

3º dia – Passeio de carro pela ilha

Após o café da manhã, no horário marcado a locadora levou o carro até o hotel. Pegamos o mapa que veio no carro, o tablet com mapas que eu tinha baixado também e fomos. Como na ilha não tínhamos 3G nem internet, e também não levamos o GPS, fomos na forma antiga, olhando os mapas.

zante 25
Estradas ótimas.

Eu tinha pesquisado e já sabia os lugares que queria parar. Mas uma das coisas mais gostosas de você alugar um carro é a liberdade de poder parar em qualquer lugar e mudar de rota a qualquer hora.

Saímos de Tsilivi no mesmo sentido do passeio de barco, indo em direção a Amoudi, Alikanas e Alikes.

Paradinha em Tragaki para curtir o visual. Lá longe avista-se a Igreja Bizantina de Santa Maria Dermatousa, construída no séc. XVII.
Paradinha em Tragaki para curtir o visual. Lá longe avista-se a Igreja Bizantina de Santa Maria Dermatousa, construída no séc. XVII.

< Clique aqui e encontre seu hotel em Zakynthos, são muitas opções com desconto e segurança no Booking.com! >

Lindo panorama de Zante! Vamos atravessar exatamente aquelas montanhas que estamos avistando. Mêda!
Lindo panorama de Zante! Íamos atravessar exatamente aquelas montanhas que estávamos avistando. Mêda!

Zakynthos não é uma ilha onde se dirige “à beira-mar”, as vias são um pouco afastadas das praias e algumas vezes beirando precipícios (a máxima “se beber, não dirija” vale com força por aqui). De carro, muitas vezes tem que se parar um pouco afastado do local de banho para estacionar e alcançar a praia a pé, mas nada de uma caminhada absurda, coisas de 3 min. De ATV dá para se chegar mais perto em algumas praias.

Paramos em Alikes para dar um mergulho e conhecer a praia.

Uma das poucas praias de areia em Zakynthos.
Uma das poucas praias de areia em Zakynthos.
Água verde esmeralda e transparente.
Água verde esmeralda e transparente.

♦ Nota: Reparem no meu sapatinho lheeeeendo (só que não). É a tal da sapatilha pra entrar na água sem se incomodar (muito) com as pedrinhas! Comprei na vilinha de Tsilivi por 6 euros.

Após uma breve parada sem mergulho nessa praia (nesse dia não estava com #picoléfeelings), seguimos o caminho, rumo a Volimes, um dos principais destinos da nossa rota, onde fica o mirante da Navagio Beach (falamos sobre ela aqui).

Passamos por algumas vilas, algumas bem mortinhas, mas o que me chamou atenção foi o fato de haver cidadezinhas abandonadas. Era até meio tenso, casinhas dos dois lados da pista, mas tudo vazio.

Alguma vila no meio do caminho.
Alguma vila no meio do caminho.
Essa já era bem menor.
Essa já era bem menor.

Creio que as “cidades-fantasmas” foram locais atingidos pelos 4 sismos ocorridos em 1953, que deixaram vários locais da ilha destruídos. Mesmo assim, tenso (#thewalkingdeadefeelings). 😛

zante 26
Caminho tranquilo, na maior parte do tempo éramos só nós e Zante.

No caminho para Volimes tem uma parada famosinha em uma barraquinha que vende sucos e frutas. A vista dali é maravilhosa e serve como uma pausa para comer algo ou matar a sede. Dizem que os sucos são ótimos, não provei.

zante 105
Juntei duas fotos para tentar mostrar uma panorâmica do visual. Lindo demais!

Não lembro o nome da barraquinha (aliás, não sei nem se tinha), mas não se preocupe, se você fizer essa rota que eu fiz você vai passar por ela (é cheia de frutas).

< Já nos acompanha no Facebook? Clique aqui e curta nossa página para acompanhar muitas novidades sobre viagens e gastronomia! >

Agora, já avistando o mar…

 

Contornando o norte da ilha...
Contornando o norte da ilha…

zante 29

Seguindo as placas chegamos em Volimes. Assim que você chega à região, as placas para Navagio Beach começam, não é difícil encontrar (basta só ficar atento).

Opa! Tá ficando quente.
Opa! Tá ficando quente.

E finalmente chegamos (após umas 2h/3h) ao ponto com mirante para a linda e estonteante Navagio!

zante 31

O local é totalmente sem estrutura, parece que antigamente havia algum restaurante ali, mas quando fomos estava desativado (ou seja, xixi só do jeito natureba). Alguns vendedores de frutas e bebidas estavam por lá, mas mal falavam inglês. Fora isso, éramos nós, outros turistas e a natureza.

No mirante.
No mirante.

Gente, foi uma emoção sem igual. Linda, linda, linda e linda! A baía vista lá de cima parece uma fotografia, uma pintura, algo que não é real.

♠ Dica 1: Afaste-se do mirante e caminhe pelo local.

Do mirante dá para ver a praia, mas enche de gente. Passe dele e siga pelas trilhas no mato mesmo (olhando para o mirante, para o mar, siga para o seu lado direito). É menos crowdiado e você consegue uma visão magnífica da praia!

Olha a coincidência, nosso barco pirata tava chegando!

50 tons de azul
50 tons de azul ❤

Nossa, só Deus sabe como ficamos felizes de estar ali. Tive conhecimento desse lugar porque um dia entrei no site Tripadvisor.com e apareceu um pop-up do site com essa praia. Consultando o pai dos burros, aka Google, descobri o seu nome, e que tinha sido considerada a praia mais bonita do mundo pelo portal de notícias The Huffington Post, e uma das mais mais por várias outras publicações. Para mim, estar ali era uma coisa muito distante. E olhem só agora!! Eu dando dicas para vocês de como chegar. #Deusémais 🙂

Alguém lembra desse pop-up? Sim, dei print na página pra guardar de lembrança, sou dessas! :D
Alguém lembra desse pop-up? Sim, dei print na página pra guardar de lembrança. Sou dessas! 😀

Bom, passado o momento de êxtase (se é que era possível), seguimos caminho em direção ao famoso Porto Vromi.

A certeza de que estávamos indo na direção certa aparecia sempre que víamos o mar do nosso lado direito, hehehe.
A certeza de que estávamos indo na direção certa aparecia sempre que víamos o mar do nosso lado direito, hehehe.
zante 33
Opa! Tá esquentando…
Tá pegando fooogo.
Tá pegando fooogo.

Ao contrário do que se imagina de um porto, as águas são lindas, “limpas” e próprias para banho (em minha humilde-quase-leiga opinião não tão limpas, mas não sujas a ponto de não poder tomar banho. Apesar de os barcos não poderem utilizar óleo no motor, para justamente não poluir as águas, o porto é muito badalado, não confio muito).

Água verde esmeralda!
Água verde esmeralda-azulada! (Existe essa cor?) 😛

O lugar é realmente lindo! Mas confesso que não achei o melhor local para banho. O marido deu um mergulho, eu não, hehehe.

Água transparente e aparentemente limpinha…

♦ Nota¹: Desse porto partem barcos menores que fazem passeios de aproximadamente 1h para Navagio Beach e Blue Caves, parando em várias cavernas no caminho. Custavam em torno de 10 euros. Se eu tivesse mais tempo na ilha, com certeza faria novamente o passeio à Navagio, dessa vez podendo curtir um pouco mais as Cavernas Azuis e outras cavernas no caminho. Mas, se não tiver muitos dias na ilha, não se confie em fazer esse passeio, pois como são barcos menores, só saem se as condições do mar, ventos e clima estiverem favoráveis.

Seguimos em direção à vila montanhosa Agios Leon.

zante 35

zante 36

Tentamos seguir as placas para chegar ao Porto Limnionas, mas confesso que foi meio sofrido, pois não é muito bem sinalizado. Da vila Agios Leon pega-se uma estrada para “descer” ao porto. O acesso não é muito fácil, a estrada que se pega para ir ao porto não é pavimentada (pelo menos não quando fomos) e é meio íngreme, mas, acredite, vale todo o esforço.

A segunda parada mais esperado!
A segunda parada mais esperada!

O Porto Limnionas é um dos locais mais escondidos da ilha e, talvez por isso, muito bem preservado (nem todo mundo conhece). Assim que você chega, você estaciona o carro e vai em direção a um restaurante que tem lá, o Taverna Porto Limnionas.

Assim que chega ao restaurante, você logo vê umas espreguiçadeiras (gratuitas) nas pedras.

Tá difícil por aí? Por aqui tá super fácil.

É só descer até lá embaixo, pelas pedras (cuidado, hein!) e você vai se anestesiar com tamanha beleza.

Gente, que lugar LINDO! Água azuuuul, gelaaaada e muito transparente!

Dessa vez incorporei novamente o pinguim que existe em mim e pulei na água!

Visão de quem tá na água .
Dentro da água. Frio? Sei nem o que é isso!

Banho maravilhoso, um dos melhores que tomamos na ilha! Aqui também vale levar aquela boia legal para ficar flutuando… Na próxima vez com certeza vai ser um item da minha mala, hahaha.

Nossas sapatilhas de guerra.
Nossas sapatilhas de guerra. Que azul lindo desse mar!!

Para quem gosta de explorar cavernas, é só nadar até o outro lado e vai achar várias. Não fui até lá, mas vi uns carajosos entrando ali.

Gravei um videozinho nesse lugar também:

O local é tranquilo e, apesar de se chamar “porto”, é uma baía não muito movimentada. Geralmente recebe barcos menores que estão passeando ao redor da ilha para uma parada para mergulho. Na costa oeste de Zakynthos predominam águas profundas, então aqui também é super fundo. Também não tem uma “praia” como Porto Vromi, que vai ficando mais fundo aos poucos, é pei-pá, pulou das pedra já está fundo. Ou seja: só entre mesmo se souber nadar (ou fique pelas pedras).

♦ Nota²: A aproximadamente 3km do Porto Limnionas está Porto Roxa. Não fomos por falta de tempo, mas dizem que é lindo e maravilhoso para um mergulho também, no mesmo estilo do anterior, águas profundas e várias cavernas para explorar. Pelo que li, tem também um local de “salto”, tipo um trampolim, para dar aquele pulo com gosto no mar!

Depois dessa parada, já era hora de voltar para Tsilivi (lágrimas). Na volta, passamos por Zante Town, a capital da ilha. Fiquei surpresa como parecia uma cidadezinha grande!

zante 39

zante 19

É lá também onde fica o principal porto da ilha, aquele você chega quando vem de barco de Atenas.

zante 37

Bem sinalizado.
Bem sinalizado.

Passamos no hotel, pegamos as malas e fomos para o Porto Agios Nikolaos, de onde pegamos um ferry para nosso próximo destino, a ilha Kefalonia.

♠ Dica 2: Se tiver alugado um carro, negocie sua ida ao aeroporto ou porto com a locadora.

A princípio, tínhamos planejado pegar um táxi do hotel para o porto, mas conversando com o dono da locadora de carros, combinamos pagar 10 euros para um funcionário dele nos levar no carro que tínhamos alugado. Saiu MUITO mais barato do que pagar um táxi (que seria em torno de 40 a 50 euros). Se alugarem um carro, conversem essa possibilidade com o local!

O ferry que leva à ilha Kefalonia sai do Porto Agios Nikolaos, na região de Volimes. É bem grande, tem uma estrutura bacana e também transporta carros. Quando fomos tinham pouquíssimas pessoas.

zante 125

zante 126

Em Zante Town tentamos comprar o ticket, mas não encontramos a agência que vendia (depois descobrimos que é a XIONIS TOURS, Lomvardou 8, tel: 26950-2398). A passagem também é vendida no próprio porto, 30 min antes do horário de embarque. Ou seja, CHEGUE CEDO para não ficar de fora na alta estação.

Quando chegamos ao porto, fomos para um restaurante (paioso, não vale nem a pena a resenha) só para aguardar o horário. Aproximadamente 30 min antes do barco chegar (são pontuais), uma van branca apareceu na região do embarque e começou a vender os tickets (somente cash). Pagamos 8 euros, para carros o ticket é 32 euros (preços ainda vigentes esse ano).

A travessia direta dura cerca de 1h e acontece entre maio e setembro (podendo ir até comecinho de outubro). Esse ano, de 15/05 a 20/09 saem barcos todos os dias às 9h45 e 19h45, e de 21/09 a 11/10 às 9h45 e 19h15, exceto segundas e quartas, chegando ao Porto Pessada em Kefalonia. Nos outros meses essa rota não acontece, e o barco vai primeiro para Killini para depois ir para Kefalonia.

Quem opera é a empresa Ionion Pelagos (http://ionionpelagos.com/), e reservas podem ser feitas pelo telefone +30 26950-23984 (eu aconselharia em alta estação, peçam para o hotel ligar).

Depois disso, foi só dar adeus a essa ilha contagiantemente linda e curtir o passeio.

Blue Caves!
Blue Caves!

Tendo relatado nosso roteiro, seguem algumas informações e outras dicas para quem planeja a viagem para Zakynthos:

Como chegar

Existem duas formas de chegar a Zakynthos: por ferry ou avião.

Ferry boat

A saída do barco que te leva a Zante é do Porto de Kyllini (cerca de 300km de Atenas). Você pode ir até lá de ônibus, transfer agendado com agência ou carro alugado (dá para, inclusive, embarcar com o carro no ferry, tendo só que combinar isso com a locadora e pagar o custo do carro no barco). De Atenas, é aproximadamente 3h e meia até o porto, e o bilhete de ônibus pode ser comprado na própria rodoviária (Estação KTEL, rua Kifissou, 100).

São 3 companhias que operam essa rota:

IONIAN FERRIEShttp://www.ionianferries.gr (vários horários ao dia)
Zante: +30 26950 22083, +30 26950 49500; Killini: +30 26230 92100, +30 26230 92422.

KEFALONIAN LINEShttp://www.kefalonianlines.com (2 horários por dia)

LEVANTE FERRIEShttp://www.levanteferries.com (esse dá para fazer reservas pelo site)

A travessia marítima dura em média 1h30 e li que o ferry tem estrutura de navio, com restaurantes e opção de cabines mais confortáveis. Os preços variam de companhia. O da Levante, por exemplo, custa 7,5 euros (preços 2015).

– Avião

Essa é a forma que fomos, a mais fácil e rápida! Foi para o aeroporto, pegou o avião e pá-pum, em 55 min. você está em Zakynthos. 😀

Infelizmente, como quase tudo nessa vida, aqui a máxima “tempo é dinheiro” também vale. Ir de avião é bem mais rápido, mas também custa mais caro. As companhias que operam na Grécia para Zante são a Aegean Airlines e a Olympic Air (falei um pouco sobre elas no primeiro post da lua de mel, aqui). Se você estiver na Inglaterra ou Itália, a Easyjets também faz.

♠ Dica 3: Consulte sites de buscas de voos como o Skyscanner.

O site Skyscanner.com.br mostra as tarifas mais em conta, além de contar com alertas de voo que te avisam quando o valor alterar. É um ótimo site também para ver qual a companhia que leva de cada local da Europa que você estiver.

Fique atento na hora de planejar a viagem, pois os voos para as ilhas não acontecem de forma contínua, nem todos os dias e nem no mesmo horário. De acordo com o dia (tanto ida como volta), pode ter ou não, assim como muda o horário e o valor.

♦ Nota³: Aegean Airlines e Olimpic Air são praticamente a mesma coisa (a Olimpic pertence à Aegean). Comprando tanto em uma quanto na outra, os preços são praticamente iguais (toda vida que eu pesquisava eram os mesmo, não sei se em algum momento diferenciam) e as rotas são fixas por cada companhia, dependendo do destino (de Atenas para Zakynthos e de Kefalonia para Santorini fomos de Olimpic, já de Santorini para Istambul fomos de Aegean, apesar de termos comprado tudo na Aegean).

Como ir do aeroporto para o hotel

O aeroporto de Zakynthos (ZHT), Dionysios Solomos, fica a aproximadamente 10km de Tsilivi (uns 15min de carro). Mesmo que você vá para outras vilas, a única forma de você chegar ao hotel é de táxi, carro alugado ou transfer já arranjado (com o hotel ou outra empresa), pois não há ônibus desse trajeto. Sugiro que entrem em contato com o hotel e peçam indicação de transfer ou cotem com eles mesmos, se oferecerem.

Melhor época para ir

Zakynthos só funciona de verdade de maio a setembro. Entre outubro e abril você corre o risco de encontrar locais fechados e pouca opção de hospedagem (vi relatos que em outubro as pessoas acharam o café da manhã “cansado” e com pouquíssimas opções em alguns lugares), pois é considerada temporada de inverno. A água do mar já é gelada, então as temperaturas mais baixas acabam afastando os turistas. Além do mais, o bom de Zante são as praias. Curtir praia no frio não é muito interessante, né?

De acordo com minhas pesquisas, maio é baixa estação (tudo mais barato) e tem pouca gente na ilha, mas em compensação as temperaturas são um pouco mais baixas, com máximas de 23º, e as chuvas mais constantes. Além disso, por ser baixa estação não tem muito movimento (a baixa estação vai até o fim de junho e a partir da segunda quinzena de setembro, mais ou menos).

Como a água do mar é bem gelada, aconselho ir de julho a setembro, pois a temperatura é mais alta e as chuvas são menores. De julho a agosto a ilha ferve – é quente e lotado, pois é o ápice do verão e férias dos europeus. Nesse período você vai encontrar muita badalação na ilha. Achei setembro um ótimo mês, quente, mas com brisas refrescantes, com barzinhos e pubs funcionando.

Como se locomover na ilha

Zakynthos é uma ilha grande, não tem como alugar uma bike para explorar. O ideal, para poder conhecer a ilha toda com liberdade, é alugar um carro ou um ATV. Se você gosta de aventuras, alugue um ATV, mas, de acordo com nossa experiência lá, eu aconselharia um carro. A diferença de valor não é muita, e o carro te dá mais autonomia para subir as montanhas, fazer as curvas e acessar os lugares, sem contar que te protege do sol, chuva e você ainda pode levar várias coisas dentro dele para passar o dia confortavelmente (casaco caso esfrie, lanches, água, etc.).

Bateu meio que uma peninha do povo no sol, hehehe.
Muita gente se aventura de ATV. É divertido, mas não dá pra mim. Minha pele agradece.

A estrada é bem pavimentada, mas em alguns trechos pode ficar estreita, tendo que tomar cuidado com os carros que vêm na outra direção. Como setembro a ilha estava super tranquila, quase não víamos carro passando. Na maior parte do tempo éramos só nós e a ilha.

Como falei anteriormente, algumas praias você não consegue acessar com o carro, mas é só estacioná-lo e ir andando até lá. A melhor coisa que fizemos foi alugar o carro para explorar a ilha!

Existem ônibus que ligam a capital da ilha a outras vilas, fazendo essa rota várias vezes ao dia. Custa entre 1,60 e 3,40 euros (valores 2015), dependendo do destino. De e para Zante Town tem ônibus para as seguintes vilas (número de vezes aproximado):

– Tsilivi (10x ao dia)
– Laganas (14x ao dia)
– Argasi (11x ao dia)
– Kalamaki (14x ao dia)
– Alykes (5x ao dia)
– Vassilikos (4x ao dia)
– Limni Keri (3x ao dia)
– Volimes (1x ao dia – aqui você vai avistar Navagio e fica por lá, rs).

Para a tabela de horários, consulte http://www.ktel-zakynthos.gr. Só pela quantidade de rotas já dá para ver quais as vilas mais badaladas, né? 😛

Se quiser ter noção dos preços de táxi, um site de táxi (e transfers) de Zante é www.zantetaxi4u.com.

♠ Dica 4: Planeje sua rota antes de viajar.

Antes de viajar, mesmo que leve GPS, estabeleça alguns pontos que queira conhecer, faça a rota pelo Google e leve os “prints” no tablet, celular ou impressos. Como disse anteriormente, não há 3G/4G nem wifi pela ilha, só nos hotéis e restaurantes.

♣ Obs.: Existe um app que promete funcionar como GPS sem internet, o Maps.me, bastando apenas que você baixe o mapa do local nele. Não sei se funciona mesmo e se tem o mapa de Zante, pois descobr iesse app depois dessa viagem, mas não custa nada tentar.

♣ Obs¹.: Também existe a possibilidade de tentar utilizar o aplicativo Waze. Dei essa dica no post sobre Orlando (aqui), e não sei se funcionaria em Zakynthos, mas com certeza eu tentaria. Estabeleça as rotas dos vários lugares que quer fazer, inclusive a volta para o hotel, no Waze, quando tiver internet. Depois de gravado os locais, o Waze te leva mesmo sem internet, só pegando o sinal de GPS mesmo! Por exemplo, em nosso roteiro, poderia ter feito as seguintes rotas: do hotel a Alikes, de Alikes a Volimes, de Volimes a Porto Vromi, de Porto Vromi a Porto Limnionas e de Porto Limnionas ao hotel.

Achamos Zakynthos muito bem sinalizada. Para uma ilha que não é tão desenvolvida como Santorini, eu esperava não ver quase nenhuma placa. Para a minha grata surpresa, todas as cidades tinham placa na entrada e na saída (o que facilitava a gente se localizar no mapa) e existiam pelo caminho muitas placas sinalizando as próximas cidades. Perdemo-nos algumas vezes, o que é bem comum nessas ilhas, mas olhando o mapa direitinho e seguindo o feeling, conseguimos nos encontrar facinho. Se der sorte, algum grego simpático cruzará seu caminho e também poderá lhe ajudar (os gregos são ótimos, super prestativos).

Tenham um cuidado maior quando tiverem nas regiões montanhosas, principalmente quando a pista for beirando um penhasco. A paisagem é linda, mas tem muitas curvas e alguns trechos são um pouco estreitos. E SEMPRE, SEMPRE obedeçam à sinalização.

Aluguel de carro

Existem várias agências que você já sai do Brasil com o carro reservado. O site Reantalcars.com oferece muitas opções.

Clique aqui para fazer a cotação do seu carro com várias locadoras, garantindo o menor preço e sem taxa de reserva no cartão de crédito!

Preferimos deixar para alugar lá para poder programar melhor o dia do passeio (se estivesse chovendo, teríamos que mudar o dia), e recomendo que você faça isso também (a não ser que seja alta estação, pois corre o risco dos carros acabarem). No nosso caso, na época que fomos estava tranquilo, tinham muitas locadoras com carros disponíveis.

Pesquisamos todos os valores, pechinchamos e alugamos um básico 4 portas por uns 20/25 euros, para pegar na manhã seguinte (pegando com tanque cheio e devolvendo com tanque cheio também, km livre, sem GPS).

♠ Dica 5: Pesquise e pechinche.

Nunca fechem com a primeira locadora/agência que visitarem. Dá para ir tranquilamente a pé visitar muitas, então pesquisem, perguntem as condições e o que está incluso em cada aluguel e fechem com aquela que lhe transmitir maior segurança e tiver as melhores condições.

Não lembro o nome da locadora que fechamos, mas foi uma quase em frente ao restaurante Majestic. Peçam indicação também ao hotel, eles podem te informar alguns locais que são mais em conta e confiáveis (mas não esqueçam que muitos trabalham com comissão, então deem uma verificada geral nos preços).

Gastronomia

Já tinha falado nos posts de Atenas o quanto nós gordinhos e fominhas fomos felizes. Povo educado, simpático, hospitaleiro e com uma culinária sensacional!

Em Zakynthos não foi diferente. Além de ser próxima do país com formato de bota, a ilha sofreu influências da Itália desde que foi protegida pelos italianos do domínio Otomano. A culinária foi fortemente afetada e, além da tradicional comida grega, você vai encontrar muitas opções de massas nos cardápios (por menor que seja o restaurante, pelo menos um espaguete à bolonhesa você vai encontrar).

Peixes e frutos do mar também são muito abundantes nas ilhas, presentes em todos os restaurantes e deliciosamente preparados pela cozinha mediterrânea (amamos ❤ ).

A comida é uma delícia, barata e muito farta! Não é tão barata como em Atenas, mas com certeza um dos menores custos da Europa.

Quanto tempo passar

Passamos 2 noites e 2 dias inteiros em Zakynthos e mostramos para vocês o que fizemos. Deu para ter uma noção muuuuito grande da ilha, mas para conhecer e curtir mais cada cantinho, eu gostaria de ter passado pelo menos um dia a mais. O ideal? 4 dias (se você tirar um para o passeio de barco). Um tempo bom, para conhecer bastante, 3 dias. Tempo de quem não tem muito tempo, mas dá para conhecer os hotspots e ver os locais mais importantes, 2 dias. 😀

Que moeda levar

Ainda parte da União Europeia (até o momento que fiz esse post era), a moeda oficial do país é o euro. Pelo fato de muitos visitantes serem ingleses (junto com os italianos, os ingleses são os que mais visitam a ilha), alguns locais aceitam libra, mas eu não levaria.

Não se confie no cartão de crédito, leve apenas para emergência. Na Grécia nem todos os estabelecimentos aceitam (lógico que os maiores sim), então leve o suficiente em dinheiro e antes de sentar à mesa, pergunte ao garçom se aceitam cartão. Os passeios, por exemplo, só podiam ser pagos em dinheiro.

O que vestir

Supondo que você vai espertamente planejar sua férias para a época de verão, leve roupas leves (short, bermuda, vestidos) e um casaquinho/jaqueta jeans ou blusa de manga comprida para a noite, pois venta bastante e pode esfriar um pouco. Mas não é aquele casaco de frio que fica entocado em casa e você quer usar na primeira oportunidade, falo de casacos leves mesmo, tipo aqueles que se leva para o cinema. 🙂

Antío, Zante! Te amei <3
Antío, Zante! Te amei ❤

Ufaaa! Acho que é isso! Sintam-se à vontade para tirar dúvidas e esclarecer qualquer coisa. Amamos demais essa ilha e já estamos loucos para contar como foi na próxima, Kefalonia! Para finalizar, deixo aqui links de sites que me ajudaram bastante no planejamento da viagem:

Quatro Cantos do Mundo – As dicas do Eder foram fantásticas!
A Turista Acidental
Guia Grécia

Zante Island
Travel Info Greece
Greeka

Fidelity Travel
Greece Travel

Ferries

Espero que tenham curtido esses relatos sobre Zakynthos! Em nosso instagram @viagensemenus damos mais dicas sobre esse e outros destinos! Filiá :*

>> Gostou desse post? <<

Se sim, gostaríamos de pedir a sua ajuda para continuar explorando o mundo e escrevendo! Ao fazer sua reserva através dos links abaixo, você não pagará nenhum valor a mais, mas nós receberemos uma pequena comissão dos parceiros. 🙂 Desde já agradecemos de coração!!

Para reservar um hotel no Booking.com (várias opções, muitos descontos), clique aqui.
Para alugar um carro no Rentalcars.com (reúne várias locadoras), clique aqui.

Banner Seguro Viagem

Leia também:
 Lua de Mel dos Sonhos - Parte 1: Grécia!
 Lua de Mel dos Sonhos [Grécia] - Atenas I
 Lua de Mel dos Sonhos [Grécia] - Atenas II
 Lua de Mel dos Sonhos [Grécia] - Atenas III
 Lua de Mel dos Sonhos [Grécia] - Zakynthos I
 Seguro viagem: por que contratar e como escolher
Anúncios

Autor: Livia | Viagens & Menus

www.viagensemenus.com - aqui compartilhamos muitas dicas e relatamos nossas experiências ao redor do mundo. Um espaço para quem gosta de conhecer novos lugares e comer bem. Enjoy! :)

2 thoughts

  1. Nossa…adorei todas as informações. É lindo! Eu, minha irmã e sobrinha estamos indo em Julho p a Grécia e planejamos ir ate Zakynthos. Fiquei com uma duvida: na cidade de Zakynthis não existe uma agencia que faça um tour are o mirante em Navagii Beach?

    Curtir

    1. Olá Marlise, obrigada pela visita!
      Nas vilas existem várias agências, e algumas delas fazem um tour pela ilha de carro. Ir só até o mirante eu não sei se tem, mas tem tours de carro sim! Mas olha, é bem tranquilo dirigir por lá (e sai até mais barato), com um GPS dá certinho.. Vocês vão amar Zakynthos!! Um abraço!

      Curtir

O que achou? Comente aqui! Clique em "seguir comentários" para ser notificado por e-mail sobre a resposta.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s